21 dias de dieta sem Glúten! – Dia 01!

Depois de voltar do meu período sabático de 6 meses na Índia percebi que meu corpo estava bem estranho, funcionando todo desregulado, um intestino impossível de entender, a pele e o cabelo muito secos e com uma textura estranha, umas gordurinhas a mais aqui e ali e novas marquinhas de celulite que evoluíram rápido demais enquanto estive fora. Tudo me incomodava! Foi aí que decidi fazer algo para me sentir mais saudável!

tajblog

Me lembrei de uma brasileira que conheci nos meus últimos dias de viagem e de suas histórias maravilhosas sobre como ela se sentiu depois de passar por uma dieta sem glúten! Eu achei interessante, mas como super desconfio de qualquer dieta milagrosa resolvi que precisava investigar e aprender mais. E porque não mergulhar de vez no assunto? Mil outras questões foram aparecendo pra mim: Como é viver sem farinha de trigo? Como os celíacos (pessoas com intolerância à glúten) vivem? Xi, Cerveja tem glúten?

Em meio há tantas dúvidas, vou encarar o desafio e iniciar os 21 dias de dieta sem glúten! Meu objetivo é entender e absorver o máximo possível sobre o tema! Vou ler artigos, fazer pesquisas “de campo”, observar e anotar como meu corpo reage e quais as mudanças e dificuldades dessa rotina. E é claro, compartilhar tudo aqui no 21 dias de! Bora lá?

Dia 01

Comi pouco no café da manhã, um chá preto quente pra acordar, um pote de iogurte com aveia e um ovo poché (daqueles com gema molinha!). Já no almoço, fui à um restaurante por quilo pois imaginei que seria mais fácil de escolher o que comer. Peguei uma saladinha, uns legumes e arroz. Porém, na hora de escolher o prato principal eu não tive muita escolha entre as opções: almôndegas, peixe empanado, filé de frango com molho de mostarda, lasanha de berinjela e frango assado. Todos, exceto o frango, claramente podiam conter farinha de trigo, ou seja, glúten. Humpf!

glútenalmoço01

Para o jantar achei que seria um boa ideia tentar algo feito em casa e arrastei o omi pro mercado pra me preparar para os próximos dias.

Aproveitei para fazer uma pesquisa e ver o que era possível encontrar! Eis que a decepção veio rapidinho e achei não mais que meia dúzia de produtos específicos com a etiqueta indicativa. Desses seis, mais da metade tinha um aspecto deplorável, como o bolo congelado todo despedaçado e uma versão de pão mais duro do que pedra. Ainda assim, deu pra salvar um pacote de macarrão penne e uma granola, ambos com o preço muito acima de seus equivalentes tradicionais.

Passando para o restante da compra, fomos produto por produto procurar as indicações nas embalagens. Você consegue encontrar as palavras “Não contém glúten” nesta foto?

sardinha

Tá certo, era pegadinha! Está escrito em espanhol! Mas poxa, é muito pequeno! Fiquei meio minuto encarando essa embalagem à procura da informação! Depois de ler muitas etiquetas, descobri que não vou poder comer kanikama e que eu já tinha furado a dieta logo no primeiro dia sem saber! A aveia que comi de manhã tinha glúten! Eita maravilha!

compras

Resumindo essa foi a compra no mercado! Que custou a bagatela de R$ 146,00. Ai Socorro!

Com os novos ingredientes em mãos, o omi cozinhou e o nosso jantarzinho ficou bem gostoso apesar da massa ser feita massade farinha de milho, um sabor um tanto incomum para esse prato. Mas, me parece muito mais uma questão de hábito, porque mesmo assim ficou delicioso.

Por fim, hoje foi um dia de muitas novidades e muitas decepções. Cerveja tem glúten sim e são mais 20 dias sem pãozinho francês e kani kama! Que venha o dia 02!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s